Arquivo da categoria: Games

#Games – Vencedores do oitavo Troféu Game World.

Confira a lista de vencedores do 8º Troféu Game World:
Jogo do ano –
 “Batman: Arkham City” (PS3/X360);
Produtora do ano – Electronic Arts;
Melhor jogo de Xbox 360 – “Call of Duty: Modern Warfare 3”;
Melhor jogo de “PlayStation 3” – “Call of Duty: Modern Warfare 3”;
Melhor jogo de Wii – “The Legend of Zelda: Skyward Sword”;
Melhor jogo de PC – “Call of Duty: Modern Warfare 3”;
Melhor jogo de Nintendo 3DS – “Mario Kart 7”;
Melhor jogo de PSP – “Fifa 12”;
Melhor jogo de Nintendo DS – “Call of Duty: Modern Warfare 3”;
Melhor jogo de PlayStation 2 – “Pro Evolution Soccer 2012”;
Melhor jogo de Kinect – “Dance Central 2”;
Melhor jogo de PlayStation Move – “Killzone 3”;
Melhor trilha sonora – “Assassin’s Creed: Revelations”;
Melhor distribuidora de MMO – Blizzard (de “World of Warcraft”);
Melhor jogo para navegador de internet – “Cityville”;
Melhor jogo para tablet – “Fruit Ninja”;
Melhor jogo para celular –
 “Lego Batman”;
Melhor jogo para smartphone – “Grand Theft Auto 3”;
Melhor distribuidora de jogos – NC Games;
Melhor jogo MMO – “Magic Campus”;
Acontecimento do ano – Fabricação do Xbox 360 no Brasil. fonte

Etiquetado , ,

#Game – Propaganda do PsVita dando cutucada na aple.


 “Talvez eu nunca mais toque em um jogo no meu iPhone novamente”.

Matéria completa? Aqui!

Etiquetado , , ,

#Noticias/Games – Videogame ajuda a diminuir pesadelos de soldados.

Cena do game Call of Duty pode 'acostumar' soldados aos atos de violência da guerra.

Um dos argumentos contra os videogames é que alguns jogos podem nos deixar imunes e insensíveis à violência. De acordo com críticos, a pancadaria na tela poderia tornar a violência real mais aceitável em outros aspectos da vida dos jogadores.

O que seria uma característica negativa, no entanto, pode ajudar soldados que tiveram experiencias reais de batalha a dormirem melhor. De acordo com um novo estudo, 98 militares que jogavam regularmente games de guerra diminuíram os níveis de agressividade de seus pesadelos sobre os combates.

Os soldados que não jogavam videogame disseram ter mais sonhos violentos combinados a um sentimento de desamparo, segundo Jayne Gackencach, pesquisadora da Universidade Grant MacEwan, no Canadá. Para não contaminar os resultados do estudo, foram eliminados os militares com diagnóstico de doenças mentais.

Os soldados estudados foram divididos em dois grupos. O primeiro era formado por pessoas que jogavam com frequência quase diária games de combate mais imersivos como Call of Duty, World of Warcraft e Red Dead Redemption. O segundo grupo era formado por militares que raramente usavam o videogame e que costumavam jogar games mais casuais.

Os resultados mostraram que os jogadores assíduos tiveram pesadelos menos intensos sobre guerra e disseram que geralmente eram capazes de lutar contra as ameaças no sonho. Já aqueles que não têm costume de jogar, disseram passar por mais pesadelos com sentimento de agressividade e impotência.

A pesquisa ainda deve levar algum tempo para apresentar resultados mais consistentes. Mas a cientista responsável trabalha com a hipótese de que jogar games violentos serve como uma espécie de simulador de ameaças enquanto acordado. E isso poderia ajudar a condicionar a mente dos soldados para suportar situações intensas e perigosas nos pesadelos. Fonte

Etiquetado , , ,

30 melhores jogos em html5.

1 – Angry Birds

Os Pássaros famosos irritados está online e em HD! Ela pode realmente ser jogado na mais recente versão do Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer.
2 – Runfield

Você tem que correr o mais rápido possível e evitar buracos. Os jogos é construído usando HTML5.

3 – Front Invaders

Assuma o controle sobre o Foguete HTML5, e mate o mal Explorers. Levante-se e lute, o Open Web precisa de você!
4 –  Cut the Rope

É um jogo de sapo xD

5 – Agent 008 Ball

É um jogo de sinuca, que você tem que derrubar todas as bolas antes que o tempo acabe.
6 – Canvas Rider

 

Continuar lendo

Etiquetado , ,

#Games – Surgem os primeiros detalhes oficiais sobre a história de Assassin’s Creed III.

Surgiram na Internet páginas da revista estrangeira Game Informer que trazem as primeiras informações oficiais sobre Assassin’s Creed III. O novo game da Ubisoft se passa realmente na época da Guerra da Independência dos Estados Unidos, no século XVIII, e agora o protagonista tem um nome: Connor.

Connor é um jovem que nasceu de uma relação entre um pai branco e uma mãe indígena. Mestiço, o jovem cresceu fora de qualquer cultura local, passando a ser criado por nativo-americanos, na tribo Mohawk.

A infância de Connor, porém, foi interrompida por um ataque contra sua aldeia, levando seus familiares adotivos à morte. Contudo, o jovem não buscou uma vingança pessoal, mas sim abraçou a causa da justiça nos anos que seguiram. “Onde houver injustiça, ele irá ajudar”, dizem os produtores do estúdio.
Ubisoft garante ainda que Connor é bem diferente dos assassinos anteriores da série – Altaïr e Ezio. Ele não é tão sociável quanto seus antepassados e também tem seus próprios movimentos de luta e emboscada. Por ter sido criado em uma tribo, seus movimentos lembram um lobo em ação.
A nova aventura se passa em um período da história que abrange os anos 1753 e 1783, em diversas localidades norte-americanas, mas com foco em cidades como Boston e Nova York. Como na história real, o game vai mostrar nestas localidades os conflitos de exércitos coloniais norte-americanos contra as forças britânicas.
Outras novidades de Assassin’s Creed IIIincluem mudanças climáticas (como inverno e verão), sistema de clubes (onde o jogador pode ser convidado para participar de uma irmandade) e um sistema totalmente revisado de batalhas, que agora pode suportar até mesmo conflitos maiores, como em uma guerra.
Ainda é incerto saber quais elementos vão retornar dos outros jogos da série, como modo multiplayer, sistema de tower defense, a irmandade de Ezio e até mesmo a sincronização de mapas com a visão de águia. A Ubisoft confirmou, porém, que as cenas que se passam no presente (com a participação de Desmond) estarão no game.

Como nos games anteriores, pessoas históricas participarão da história. Os nomes confirmados são George Washington, Benjamin Franklin e o general Charles Lee. Cada um terá papel fundamental na vida de Connor e no desenvolvimento da história.

Assassin’s Creed III será lançado em 30 de outubro, para PCPlayStation 3 e Xbox 360.

Via GameKyo Via TechTudo